Ferramentas de Utilizador

Ferramentas de Site


pt:learning:courses:subjects:s01:m03:expert-learning:a06

Actividade 06: Taxonomia e Identificação de espécies

Métodos de identificação de espécies

Objetivo: Criar uma chave de identificação e discutir os prós e contras dos diferentes métodos de identificação das espécies. Resultados de aprendizagem: Aprendizes terão habilidade de identificar espécies baseadas em suas características morfológicas e de criar uma chave de identificação. Poderão nomear e avaliar os pros e contras de diferentes métodos de identificação.
Conhecimento prévio: Ter feito a “Aprendizagem avançada” ou ter compreensão completa de taxonomia biológica
Duração: 50 min.
Materiais / Condições: Acesso à Internet
Métodos / Técnicas: Pesquisa, comparação, pensamento esquemático e abstrato, avaliação
Assunto de aprendizagem: Biodiversidade / Módulo 3: Recolha, processamento e análise de dados ambientais / Nível: Aprendizagem especializada


Introdução:
Um dos requisitos mais importantes para a recolha e processamento de dados da biodiversidade é o conhecimento das espécies. Ainda assim, mesmo um biólogo qualificado certamente não é capaz de reconhecer instantaneamente e nomear cada uma dos 1,8 milhões de espécies animais e vegetais identificados. Quais recursos e métodos existem e para que propósitos eles podem ser usados?

Instrução:
1. Reunir informações sobre a forma e a função de uma chave dicotómica online. Você pode dar uma olhada em um exemplo de uma chave aqui: http://3ubio.weebly.com/uploads/1/6/8/1/16813674/7481061_orig.png

2. Crie a sua própria chave dicotômica para as espécies de aves enumeradas abaixo. Além disso, faça alguma pesquisa sobre a sua classificação sistemática. (http://www.gbif.org/species). Use as fotografias a partir da seção “Recursos” para comparar as características das espécies.
Espécies: Passarinha (Halcyon leucocephala), Woodland kingfisher (Halcyon senegalensis), Common kingfisher (Alcedo atthis), Half-coralled kingfisher (Alcedo semitorquata), Giant kingfisher (Megaceryle maxima).

3. Pesquise outros métodos para a identificação de espécies na internet.

4. Discuta os pros e contras de diferentes métodos de identificação. Além disso, avalie a seguinte citação sobre o tema de identificação automática de espécies.
”A nave espacial aterriza. Ele sai. Ele aponta ao redor. E diz: ’amigável - hostil - comestível - venenoso - seguro - perigoso - ser-inanimado’.
Na varredura seguinte, diz: ’Quercus oleoides – Homo sapiens – Spondias mombin – Solanum nigrum – Crotalus durissus – Morpho peleides – serpentina’. Isto tem estado na minha cabeça desde a leitura da ficção científica no nono ano, há meio século “. Janzen (2004)

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Automated_species_identification, zitiert nach: Janzen, D. H. (2004). Now is the time. Philosophical Transactions of the Royal Society of London. B 359: 731–732.

Recursos:

Alcedo atthis – Common kingfisher https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Common_Kingfisher_Alcedo_atthis.jpg Autor: Andreas Trepte, License: CC BY-SA 2.5



Alcedo semitorquata – Half-coralled kingfisher https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Half-collared_Kingfisher.jpg Autor: Allan Drewitt, License: CC BY 2.0



Halcyon leucocephala – Grey-headed kingfisher https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Martin-chasseur_%C3%A0_t%C3%AAte_grise.JPG Autor: Azurfrog, License: CC BY-SA 4.0



Halcyon senegalensis – Woodland kingfisher https://commons.wikimedia.org/wiki/File:WoodlandKingfisher.jpg Autor: David Meeker, License: CC BY-SA 2.5



Megaceryle maxima – Giant kingfisher https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Flickr_-_Rainbirder_-_Giant_Kingfisher_%28Megaceryle_maxima%29_male_%28cropped%29.jpg Autor: Steve Garvie, License: CC BY-SA 2.0

Resultados possíveis / Resultados:
1. Pesquisa própria

2. Exemplo (outras formas mais abstratas possíveis): https://www.flickr.com/photos/bisfogo/shares/N78R4u
result


3. Guias de campo e chaves dicotómicas: baratas, acessível a todos, treina observação acurada, a identificação exata de espécies nem sempre é possível, decisões erradas usando a chave dicotómica pode levar a espécie completamente diferente.
Métodos de biologia molecular (seqüenciamento do genoma): rápido e preciso, mostra as relações genéticas entre espécies, nenhuma informação adicional sobre as espécies (modo de vida, características), equipamentos caros, possível apenas para pessoas qualificadas.
Aplicações digitais: identificação de espécies automatizada como descrito na citação: risco de perder o conhecimento geral sobre a natureza e as espécies.

Esta unidade é baseada em:
Galland, B. (1982): Wir ordnen häufige Frühblüher. Unterricht Biologie 68: 25-27 e http://www.boavistaofficial.com/DE/fauna-tierart-boavista-kap-verde.php

Atividades relacionadas:

Autoras: Louisa Bergmann e Samira Marschall
Traduzido do inglês por Corrine Almeida

pt/learning/courses/subjects/s01/m03/expert-learning/a06.txt · Esta página foi modificada pela última vez em: 2017/03/26 17:37 por kherrmann